Balas de Colágeno – Emagrecem e Combatem a Flacidez

Feitas de fitoterápicos, as balas, entre outras coisas, ajudam a emagrecer

Garota com balas

Composição e benefícios

Colágeno concentrado

O principal ingrediente dessa maravilha é o colágeno hidrolisado (ou gelatina farmacêutica). Usado para dar base ao doce (no formato de bala ou bombom), tem cerca de 20 aminoácidos – mais do que na gelatina que a gente come de sobremesa e numa concentração bem maior. Portanto, os efeitos não se comparam. “No estômago, o colágeno hidrolisado vira um gel que se expande e ocupa espaço, reduzindo o apetite. Como tem digestão lenta, ainda faz com que a fome demore para voltar”, explica a nutróloga Alessandra Kalaes, da Clínica Ágape, em São Paulo. Além de ajudar no emagrecimento, o colágeno previne a flacidez. Ao chegar ao intestino, libera aminoácidos que favorecem o próprio organismo a produzir mais colágeno. Substância importante para formar músculos e firmar a pele.

Cor e consistência de doce

A textura natural do colágeno é a mesma de uma bala de goma. Para dar sabor, são acrescentados aromas de frutas, como morango, uva e abacaxi. E os corantes alimentícios tingem de vermelho, laranja, verde… Caso você tenha alergia a esses produtos, avise seu médico. Se pensou em se automedicar, esqueça! Só um profissional (endocrinologista, ortomolecular, homeopata ou nutricionista) pode definir as ervas que vão rechear sua bala, e em que quantidade. Os fitoterápicos usados são conhecidos e não oferecem efeitos colaterais. Eles têm o poder de diminuir ainda mais o desejo de comidas açucaradas, queimar gordura ou reduzir a absorção do carboidrato presente no pãozinho do café da manhã. Você quer todos? Calma! A recomendação é combinar duas, três ervas no máximo. O preço não é lá muito adocicado. Dependendo dos fitoterápicos usados, a caixa com 60 docinhos (suficiente para um mês) custa cerca de 160 reais. Fora isso, é só alegria!

Saiba do que pode ser feita a bala que emagrece

A bala de colágeno aceita quase todos os fitoterápicos. A farmacêutica Rochele Copel, da Farmácia Medicinalis, em São Paulo, explica a função das ervas mais receitadas pelos especialistas.
Glucomanann (reduz a fome)
É uma fibra vegetal que, em contato com água, ganha a consistência de gelatina e aumenta de oito a 12 vezes o volume, ocupando boa parte do estômago. Também envolve as partículas dos alimentos ingeridos, formando um tipo de revestimento que prolonga a digestão, fazendo a fome demorar mais para dar sinal.
Faseolamina (queima carboidrato)
Extraída do feijão-branco, carrega uma enzima que impede a digestão e a absorção parciais do carboidrato. O resultado é a redução do nível de açúcar no sangue, o que faz o apetite ficar menor
Caralluma Fimbriata (controla o apetite)
É outro fitoterápico que aumenta a saciedade, enganando a fome. Além disso, seu princípio ativo, um glicosídeo, força a queima de gordura.
Gymnema (diminui a gula por açúcar)
Reduz a vontade de comer doce porque tem o poder de retardar a absorção do açúcar no sangue. O gymnema ainda carrega uma substância, o ácido gimnênico, que acelera o metabolismo, favorecendo a queima de gordura corporal.
Caseolamina (detona a gordura)
Extraído de um fruto, o Cassia nomame, tem cinco substâncias antioxidantes com a capacidade de inibir uma enzima, a lipase, responsável pela quebra das moléculas de gordura. E, sem ela, a gordura não é digerida e deixa de ser absorvida.
Ecalyculata vell (extermina a barriga)
Seu desejo é chapar o abdômen? Então essa novidade, com marca registrada PholiaMagra, veio de encomenda. É uma erva brasileira, a Ecalyculata vell, que está fazendo sucesso nos Estados Unidos e na Europa.

Conheça a erva antibarriga e seus benefícios

A PholiaMagra é a sensação do momento para quem quer vencer a gordura teimosa ao redor da cintura. Extraída de uma planta brasileira (Ecalyculata vell) é apontada como um substituto natural do rimonabanto – princípio ativo do Acomplia, a tão falada pílula antibarriga retirada do mercado por causar depressão. A Pholia não oferece risco. “Apesar de ainda ter poucos estudos científicos sobre ela, não existem relatos de efeitos colaterais nos Estados Unidos e na Europa, onde é usada há mais de dois anos”, afirma Amilton Macedo, médico ortomolecular, de São Paulo.

Adeus, celulite

Amilton descobriu essa erva em 2008, no Congresso da Academia Americana de Medicina Antienvelhecimento, em Los Angeles (EUA), e a prescreve desde então.“A Pholia reduz até a gordura profunda do abdômen, que, em excesso, prejudica o coração”, diz o médico. Esse poder vem da cafeína, princípio ativo com ação termogênica, ou seja, acelera o metabolismo e faz o organismo queimar os excessos. Já a alantoína, outra substância da fórmula da Pholia, age nos vasos linfáticos, promovendo uma drenagem. É por isso que também promete amenizar a celulite.

Fome controlada

Consumida 30 minutos antes do almoço e do jantar, na concentração recomendada pelo seu médico, ela reduz o apetite. “Assim como as anfetaminas, a Pholia inibe os neurotransmissores da fome. Só que de maneira mais suave e sem os efeitos negativos das substâncias sintéticas”, garante Joseth Gimenes, farmacêutica bioquímica da Attivos Magisttrais, empresa que fornece o extrato da Ecalyculata vell para as farmácias de manipulação. Há mais benefícios: a Pholia é levemente diurética, auxiliando na eliminação do excesso de líquido. Para completar, a cafeína deixa você mais disposta para os exercícios, o que é muito bom para otimizar a perda de peso. Por enquanto, o extrato da planta é liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser acrescentado na bala de colágeno ou manipulado na forma de cápsula (o pote com 60 unidades custa cerca de 180 reais). Mas sempre com prescrição médica. A comercialização de produtos prontos com a Ecalyculata vell não estão autorizados. Portanto, evite. Outro detalhe importante: sozinha, nenhuma substância faz milagre. Não é porque está tomando a erva que pode cair de boca no chocolate!

Veja a opinião de quem experimentou as balas que emagrecem

“A bala de colágeno parece um doce de verdade e, por isso, me deixa menos propensa a atacar guloseimas. Como a minha é recheada de glucomanann, uma fibra que dá saciedade, também fico menos esfomeada nas refeições. Em 45 dias, perdi os 4 quilos que ganhei no ano passado, quando enfrentei duas cirurgias e suspendi os exercícios. Parada, fiquei ansiosa e mais formiga. Ainda não voltei a malhar, mas a bala está me ajudando a manter o peso.”
Soraya Karolina, empresária, 32 anos, 1,54 metro de altura
Peso atual: 52 quilos.
Peso anterior: 56 quilos.
“Continuo comendo chocolate, mas bem menos que antes da PholiaMagra. Minha fome também está mais amena e, finalmente, estou conseguindo seguir uma dieta menos calórica. Estou feliz com os resultados: as cápsulas não provocam efeitos colaterais e meu jeans está largo na cintura. Voltei a usar até as roupas que emperravam no culote e, por isso, estavam aposentadas no guarda-roupa. Calculo que perdi 4 centímetros nas coxas e 10 no abdômen. Até minha filha reparou a diferença e um dia disse: ‘Mãe cadê sua barriga?’ Adorei!”
Ana Maria Ribas, dentista, 45 anos, 1,64 metro de altura
Peso atual: 69,5 quilos.
Peso anterior: 74 quilos.
• A Anvisa autoriza o uso da PholiMagra no doce de colágeno ou em cápsulas manipuladas

Saiba mais sobre as balas que emagrecem

Quem disse que doce sempre engorda? Se for igual ao que a modelo da foto está saboreando, relaxe. Esse perigo não existe! Ao contrário: ele dá saciedade, ajudando você a maneirar na comida e dar uma boa secada nas gordurinhas. Os médicos e nutricionistas que adotam a fitoterapia (uso de ervas com efeitos terapêuticos) comemoram a novidade, importada dos Estados Unidos, especialmente pelo fato de poder ser recheada com substâncias naturais que auxiliam no emagrecimento. E, vem cá, ter o direito de comer um docinho alegra qualquer dieta!
Outro motivo para essa ideia dar certo: prazer. “No caso de muitas pacientes, poder adoçar a boca é decisivo para seguir um programa de perda de peso, ainda mais se existe a vantagem de acelerar o resultado”, diz a endocrinologista e homeopata Marcia Kelman, da Clínica Biodiet, em São Paulo. Imaginou? Você fica feliz porque comete o pecado de comer uma guloseima e realizada com a medida da cintura.

Fonte: Boa Forma

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 199 outros seguidores