Desvendando os mitos das dietas

Não adianta se desesperar: emagrecer leva tempo

“Dieta de Hollywood”, “Emagreça dormindo”… Com tantos produtos e dietas sendo lançados, todos os dias, fica difícil saber qual o melhor caminho para emagrecer e preservar a saúde.
A equipe do Citen acredita e defende a idéia de que emagrecer é possível e prazeroso. Pode, inclusive, ser duradouro e até definitivo quando encarado com a maturidade de quem quer ser saudável para ser belo. A perda de peso ocorre com qualquer dieta de baixas calorias, mas a perda de peso duradoura só ocorre com dietas balanceadas e conhecidas de todo o mundo acadêmico.
Persistência e calma são necessárias para quem está tentando emagrecer. Fuja da tentação do emagrecimento fácil, “em apenas 1 semana”, “em 3 dias”. Desmistifique suas idéias sobre o processo de emagrecimento:

Pular refeições é uma boa forma de emagrecer?

Quando pulamos refeições, permanecemos em jejum por um longo período. Isso é prejudicial em vários aspectos. Primeiro, porque dificilmente vamos conseguir comer corretamente na próxima refeição, uma vez que podemos estar com muito mais fome e seremos menos seletivos em nossa escolha alimentar. Segundo, porque nosso organismo reage ao jejum com redução do gasto calórico e, conseqüentemente, isso dificulta a perda de peso.

 

É possível emagrecer comendo tudo o que se deseja.?

Todas as vezes que escolhemos alimentos mais calóricos, devemos reduzir o volume ingerido para conseguir perder peso. Às vezes, a redução de calorias inviabiliza a dieta, pois o pequeno volume ingerido nos causa muita fome. Por outro lado, é impossível aderirmos a um plano dietético, abolindo nossos alimentos prediletos. Por isso, a dieta deve sempre ser individualizada e discutida com o paciente.

Comer depois das 20:00 causa ganho de peso?

Não há nenhum estudo criterioso que comprove essa idéia, assim como é polêmica e infundada a suspensão do carboidrato do jantar. O maior problema é o excesso de alimentos, à noite, e sua influência na qualidade da digestão e do sono noturnos.

Certos alimentos, como berinjela, sopa de repolho e suco de limão podem queimar a gordura corporal e fazer perder peso rapidamente?

Não há alimentos que queimam gorduras. Todo alimento que será metabolizado pelo organismo causa um gasto energético, mas isso não causa perda de peso. O efeito das sopas na perda de peso deve-se ao fato de serem refeições pouco calóricas. Por outro lado, são frugais e de absorção muito rápida, podendo predispor a sensação de fome precoce.

Comer carne vermelha é ruim para a saúde e tornará mais difícil a perda de peso?

Não há alimento ruim, há dieta ruim. A carne vermelha é um componente muito importante para a nossa saúde, uma vez que contém ferro em sua forma de mais fácil absorção. Os riscos para a saúde são o fato de algumas delas serem fontes de gorduras saturadas, em geral, e de colesterol, em particular, e nesse caso, serem muito calóricas.

Fast foods sempre são uma escolha inadequada para a saúde e devem ser evitados durante a dieta?

Esses alimentos são, realmente, na maioria das vezes, inadequados à saúde. Isto, no entanto, não os tornam abolidos do cardápio. Hoje, preocupa-nos muito o grande consumo destes alimentos entre as crianças e adolescentes nas cantinas das escolas e nos almoços dos executivos e trabalhadores das grandes cidades.

Pouca gordura ou sem gordura significa que o alimento não tem calorias?.

Geralmente, as gorduras são os macronutrientes mais calóricos (9 calorias/grama) quando comparamos com as proteínas e carboidratos (4 calorias/grama). Então, os alimentos sem gorduras ou com baixo teor de gorduras têm menos calorias. Isso não significa que não contêm calorias.

Fonte: Minha Vida

Quantidade Recomendável de Vitamina D e E – Pesquisa mostra que brasileiros comem mal

Pesquisa mostra que brasileiros comem mal

Estudo revela que 90% dos brasileiros se alimentam de forma incorreta

A maioria das pessoas não consome a quantidade recomendável de vitamina D e E. Confira receitas para suprir essa necessidade.

Uma pesquisa do IBGE, divulgada nesta quinta-feira (28), mostra que 90% dos brasileiros não comem a quantidade ideal de frutas, legumes e verduras. O estudo também confirma que as pessoas, não importa a idade, estão com deficiências de minerais e de vitaminas. No caso da vitamina D e E, quase 100% da população pesquisada não consome a quantidade recomendável.

Peixes como a sardinha e o salmão são ricos em vitamina D. Já a vitamina E está presente em frutas como a manga, o abacate, no ovo, no brócolis e, principalmente, nas sementes.

“É fundamental que você tenha alimentação equilibrada para garantir a quantidade necessária dessas vitaminas”, afirma a nutricionista Luciana Harfenist.

Nutricionistas dizem que a vitamina D é importante para o bom funcionamento do organismo, porque é responsável pela absorção de cálcio no corpo, que fortalece ossos e dentes. Já a vitamina E é antioxidante, garante um bom funcionamento do cérebro e também imunidade contra doenças.

A falta da vitamina D causa raquitismo, osteoporose. A vitamina E está relacionada com a imunidade, então a pessoa pode ficar mais suscetível a gripes e resfriados.

A recomendação para crianças, jovens e adultos é consumir, em média, 15 miligramas de vitamina E por dia, o equivalente a duas colheres de sopa de semente de abóbora, que normalmente jogamos fora. Para aproveitar, podemos salpicar na salada ou misturar na massa de um bolo. Esta quantidade também é encontrada em duas colheres de sopa de castanha do Pará ou em quatro ramos de brócolis.

Já quantidade ideal de vitamina D por dia é de cinco microgramas, menos de um grama. Isso é o equivalente a comer por dia, por exemplo, um filé médio de sardinha, atum ou salmão e mais dois copos de leite integral. Outra dica para absorver a quantidade ideal dessa vitamina é tomar 15 minutos de sol todos os dias.

A nutricionista faz outro alerta: “Na terceira idade é muito importante a atenção neste grupo de vitaminas, porque há uma incidência maior de doenças crônicas e degeneraticas. Vários estudos comporvam que a ingestão da vitamina E ajuda na prevenção dessas doenças”.

Confira as receitas da Dra. Luciana Harfenist, nutricionista funcional e personal diet, para reposição de vitaminas E e D.
Brócolis a gergelim, castanha do Pará e gengibre (Receita rica em vitamina E)

Ingredientes:
– 1 maço de brócolis americano
– 1 colher de chá de gengibre picado
– 1 colher de chá de alho roxo picado
– 1 colher de sopa de óleo de gergelim
– 1 colher de chá de óleo de castanha do Pará
– 3 unidades de castanha do Pará picadas
– 1 colher de sopa de shoyo sem glutamato
– Semente de gergelim a gosto

Modo de Preparo:
Faça a higienização do brócolis. Em uma panela para cozimento no vapor, coloque água em fogo alto até levantar fervura. Acrescente o brócolis na parte de cima e mantenha a fervura por 8 minutos, ou até sentir que o brócolis esteja ao dente. Se passar do tempo ideal, o vegetal perde as propriedades nutricionais, a cor e textura.

Em uma bacia de inox, escalde o brócolis até interromper o cozimento. Em uma frigideira antiaderente, refogue rapidamente o gengibre e o alho nos óleo de gergelim e de castanha. Acrescente o shoyo e o brócolis. Misture delicadamente e acrescente a semente de gergelim.

Sardinha na Pressão (Receita rica em Vitamina D)

Ingredientes:
-10 filés de sardinha (ou 5 medalhões de atum)
– 2 cebolas cortadas em rodelas
– 2 tomates grandes cortados em rodelas
– 1/3 de pimentão amarelo cortado em rodelas
– 1/3 de pimentão vermelho cortado em rodelas
– 4 colheres de sopa de coentro ou salsinha picada
– 1/3 xícara de azeite
– Suco de 1 limão
– 1/3 xícara de vinagre de maçã
– 1 xícara de água
– Sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:
Tempere as sardinhas com limão, sal e pimenta. Misture em uma tigela, as cebolas, os tomates, o pimentão e metade do coentro. Arrume em uma panela de pressão, uma das partes da mistura de temperos, as sardinhas, a outra metade da mistura de temperos e, por fim, regue com o molho feito com o azeite, o suco de limão, a água e o vinagre (o molho deve cobrir as sardinhas e os temperos).

Tampe a panela de pressão e leve ao fogo alto. Quando a panela começar a apitar, coloque o fogo para a temperatura mínima e marque 10 minutos. Desligue o fogo, espere sair a pressão, abra a panela e leve a uma travessa. Ao retirar da panela, coloque um pouco mais de azeite e o restante do coentro ou salsinha.

Guacamole (Receita rica em Viamina E)

Ingredientes:
– 2 tomates médios sem sementes
– 1 pimenta dedo-de-moça média
– folhas de 1/2 maço médio de coentro
– 1 abacate médio
– suco de 1 limão médio
– 1 cebola média picada
– 3 colheres de sopa de azeite de oliva
– Sal a gosto

Modo de preparo:
Pique o tomate em cubos bem pequenos. Abra a pimenta ao meio, elimine as sementes com os filamentos brancos e pique-a em pedaços pequenos. Pique também as folhas de coentro e reserve. Descasque o abacate, retire o caroço e coloque a polpa num prato fundo. Amasse com um garfo, deixando alguns pedaços e regue com o suco de limão. Adicione o tomate, a pimenta, o coentro, a cebola, o azeite de oliva, o sal e misture. Sirva em seguida.

Mix de cereais

Ingredientes:
– 1 xícara de flocos de arroz
– 1 xícara de flocos de quinua real
– ½ xícara de semente de girassol
– 1 colher de sopa de coco ralado sem açúcar
– 1 punhado de passas

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes e armazene em um pote fechado na geladeira. Consuma com frutas e sucos.

 

Fonte: Mariana Gross Rio de Janeiro – Jornal Hoje

Enxaqueca x Alimentação

Calça legging é coringa do guarda-roupa e cai bem para todas – Basta saber usá-la

Com a combinação certa, ela pode até mesmo disfarçar os quadris largos

 

Imagino que muitas de vocês devem ter dúvidas sobre como usar uma calça legging, certo? Esse modelo nos traz aquele sentimento duplo de “ame-a ou deixe-a”, mas esteja certa de que ela pode ser muito útil no seu visual!
Grande parte das mulheres brasileiras possui quadris largos, pernas grossas, bumbum avantajado e deve estar achando um absurdo eu dizer que legging é uma boa pedida no look. Isso é compreensível, pois se trata de um modelito que “gruda” no corpo e pode representar perigo.
Para não fazer feio, o bacana é fazer um look diferente, estiloso e que fica muito bem para todas – querendo esconder o quadril largo ou não. Então vamos às dica para usá-la, minimizando os efeitos sobre o avantajado corpo da mulher brasileira.

Para que a gente possa se divertir ao criar nosso look e manter a elegância, dê uma atenção especial a sua altura e tipo de físico.

A dupla vestido (ou saia) na altura dos joelhos com legging não é dupla sertaneja, mas faz um visual de sucesso e muito charme. O segredo é o seguinte: como a barra da saia fica numa parte mais fina da perna, temos a sensação de silhueta afinada. Por isso é importante optar pelas saias ou vestidos que vão até o joelho. Uma saia curta, na altura do quadril, aumentaria visualmente esta região.
Neste friozinho que está fazendo é uma boa opção, pois a legging vai bem com qualquer modelo de bota. Além disso, ela proporciona conforto em meio a tantas roupas pesadas utilizadas nessa época do ano.

Modelos de leggins
Existem leggings de diversos modelos – legging estampada, wet legging, jegging, metalizada, lisa e tantos outros. Para que a gente possa se divertir ao criar nosso look e manter a elegância, dê uma atenção especial a sua altura e tipo de físico.

As compridas são para todos os tipos de corpos. As mais altas podem vestir os modelos que vão até a panturrilha sem apresentar maiores problemas. Já as baixinhas devem dar preferência às que vão até o tornozelo para alongar a silhueta.
Legging Estampada: tem melhor caimento em as mulheres magras e com pernas grandes. Porém, é preciso que a parte de cima da roupa seja lisa.

Legging Lisas: são úteis para qualquer tipo físico e, dependendo do corpo, pede blusas com um comprimento abaixo dos quadris

Legging metalizadas: são para abalar na noite. Como elas já tem brilho próprio, evite parte superior que chame atenção. Isso pode ofuscar o poder da legging.

Wet Legging: para utilizar esse modelo, a mulher deve ter o corpo em forma. Ela está disponível em materiais como látex, lamê, couro e vinil.

Jegging: é a combinação do jeans com legging. Esse modelo confere um visual de calça skinny. A legging pode ser usada com diversos tipos de sapatos.
Para alongar a silhueta, opte por aqueles de bico fino e da mesma cor da calça. Sandálias com tachas e rebites garantem um visual moderno.

Ouse, experimente e confira o resultado. Depois não se esqueça de me contar. Arrase!

Fonte: Janyni Almeida – Especialidade: Personal Shopper

Alimentos Probióticos – Molho Grego “Τzatziki” – com iogurte e pepino

Em continuidade ao meu post sobre Alimentos Probióticos, quero ensinar uma receita de molho grego D E L I C I O S O e muito saudável!  Aprendi lá mesmo, na Grécia, e adoro! Pode ser consumido no pão, na salada, na carne, no arroz, enfim, como quiser! 

ingredientes
  • 200 gr Iogurte Natural (consistência firme)*
  • 2 pepinos medios (de preferência japonês – tem menos líquido)
  • 4 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de vinagre
  • 1 pitada de sal
modo de preparo

Ralar o pepino (sem casca) no ralador grosso, colocar em um pano e torcer até sair bem a água, misturar o pepino ralado com os dentes de alho bem amassados (eu uso alho em pasta) e com o iogurte natural, colocar o azeite, o vinagre e o sal a gosto, misturar bem e levar a geladeira.

Pode ficar na geladeira até uma semana (se durar até lá!!!).

* Se não for “consistência firme”, colocar sobre um pano em uma peneira em um recipiente e deixar na geladeira de um dia para o outro para que saia todo o sôro.

Bactérias do Bem – Alimentos Probióticos

Alimentos probióticos contêm bactérias benéficas ao organismo

Os micro-organismos chamados de bactérias do bem, estão no leite fermentado, na coalhada, no queijo minas e no iogurte.
Alguns iogurtes e leites fermentados são fonte de probióticos. Foto: Getty Images

“Setenta por cento das defesas do nosso sistema imunológico se concentra no intestino. Os probióticos ajudam a fazer com que a flora intestinal fique bem e o sistema imunológico bem também”, explica Cristine Boelter, nutricionista.

Isso acontece porque os probióticos aumentam a absorção dos nutrientes dos alimentos. Mas atenção: a indicação de que o produto tem probiótico deve estar no rótulo.

“Para ser um probiótico ele precisa ter “bifido bactérias” e “lactobacilos” e/ou, de preferência as duas”, afirma a nutricionista. Para aproveitar os benefícios dos probióticos, a nutricionista recomenda ingerir 100 gramas desses derivados de leite por dia.

Se você não quiser consumir o iogurte puro, todos os dias, uma alternativa é usá-lo como ingrediente no preparo de receitas. A nutricionista sugere um strogonoff, substituindo o creme de leite pelo iogurte.

O jeito de fazer é o tradicional. Frite a cebola e a carne com um pouquinho de azeite de oliva. Acrescente o champignon fresco e farinha de trigo para engrossar. Finalize com tomate, catchup e caldo de carne. O último ingrediente é o iogurte, mas antes de colocá-lo, deixe o estrogonofe esfriar por dez minutos.

“Se colocar o iogurte com a panela muito quente, os probióticos morrem, então perde a função. Com o iogurte o prato fica mais magrinho: 350 calorias, 120 a menos do que com o creme de leite”, explica a nutricionista.

Veja no vídeo uma receita de molho de iorgurte para temperar saladas

Receita de molho de iogurte para acompanhar salada

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/07/alimentos-probioticos-contem-bacterias-beneficas-ao-organismo.html

Fonte:  Shirlei Paravisi Porto Alegre

Mais Dicas sobre os Alimentos Termogênicos que aceleram o metabolismo e ajudam a emagrecer

Alimentos termogênicos aceleram o metabolismo e ajudam a emagrecer

Alimentos termogênicos são aqueles que ajudam a emagrecer porque aceleram o metabolismo, que é a energia que o organismo gasta para manter o corpo vivo. Ao comer esse tipo de alimento, o organismo gasta mais energia e, consequentemente, queima a gordura armazenada.

Mas para que os alimentos termogênicos ajudem mesmo a emagrecer, é preciso que eles sejam consumidos sempre, pelo menos duas vezes por dia. A opção é ser criativo na hora de incluir estes ingredientes na dieta.

O gengibre, por exemplo, é muito versátil. “Você pode usá-lo para temperar carnes, fazer chá, ou ainda colocar em uma garrafinha de água, para consumir as propriedades do alimento ao longo do dia. Duas lascas finas de gengibre por dia são suficientes”, explica Jaqueline Minatti, nutricionista.

A canela pode ser usada tanto em casca, para fazer chá, como para temperar carnes. Uma boa quantidade de consumo é meia colher de chá, que também pode ser usada sobre salada de frutas ou misturada à banana, com aveia e flocos.

Três xícaras de chá verde é o ideal para se tomar por dia. Uma ideia é usar o chá como base de sucos, no lugar da água. É o chamado suchá, ideal para ser tomado cinco minutos antes das refeições. De pimenta, basta consumir cerca de meia colher de chá diariamente.

“Os estudos mostram que é possível reduzir até 200 calorias ao dia fazendo uma alimentação saudável com a inserção dos alimentos termogênicos. Variando e comendo pelo menos dois deles, se consegue bom resultado”, complementa a nutricionista.

Para garantir uma queima de gordura maior ainda, é só consumir os alimentos termogênicos antes da atividade física. “Além de deixar a pessoa mais ativa, mais animada para exercícios, potencializa a queima de gordura, que já iria acontecer durante a atividade”, afirma.

No vídeo, aprenda a preparar um suchá e uma gelatina termogênica

acesse: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/07/alimentos-termogenicos-aceleram-o-metabolismo-e-ajudam-emagrecer.html

Fonte: Jornal Hoje – Rede Globo

Entradas Mais Antigas Anteriores