INSS – Pagamento da 2a. Parcela do 13o. dos Aposentados

Mordida do leão vai reduzir 2ª parcela do 13º de aposentados. Faça as contas

IR será debitado de uma vez daqueles que recebem acima de R$ 1.566,61

Cerca de 24,6 milhões de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) receberão a segunda parcela do 13º benefício a partir de 24 de novembro.

Porém, para quem ganha acima de R$1.566,61 haverá desconto do Imposto de Renda de uma só vez. Ou seja, o valor a ser pago no final do ano será inferior ao da primeira parcela, que foi antecipada para os segurados entre 25 de agosto e 8 de setembro.

Para quem ganha salário mínimo, o pagamento de 50% do abono será integral, em função da isenção de tributação. No entanto, o segurado que começou a receber a aposentadoria após janeiro deste ano receberá o valor proporcional.

Quem está ou foi segurado pelo auxílio-doença também receberá uma parcela menor que a metade. Tudo porque, como se trata de um benefício temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período segurado.

Maiores de 65 anos

Quem tem mais de 65 anos tem direito a tributação especial, mesmo que o benéfico seja superior aos R$ 1.566,61.

Para eles, a isenção chega a ser dobrada, alerta o consultor tributário do Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal), Jorge Lobão.
– Por outro lado, o segurado com idade inferior a 65 anos é o mais prejudicado com a mordida do leão.

Simulação

Pelos cálculos do especialista, o segurado que tem até 65 anos e recebe benefício de R$ 3.600, por exemplo, cai na faixa de 22,5% de imposto. O IR será cobrado sobre R$ 469,39 e o desconto vai totalizar R$ 105,62.

Já para quem tem mais de 65 anos e ganha os mesmos R$ 3.600, vai ter o IR descontado sobre apenas R$ 466 (que atinge a faixa de 7,5% pela isenção especial). Assim, para eles, a mordida do leão será de apenas R$ 35,01.

Quem não recebe

Não têm direito ao abono segurados do amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente.

Também ficam de fora do pagamento beneficiários do auxílio-suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia e abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família.

Fontes: Ministério da Previdência Social e Cenofisco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: