Vacina contra a gripe: o que você sabe sobre ela?

Livre-se de dúvidas como os riscos que ela causa e quando tempo a dura a proteção

Por Letícia Gonçalves

 

A partir do dia 5 de maio, o Ministério da Saúde realizará a 14ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. A campanha será realizada em parceria com as secretarias estaduais e municipais, no período de 5 a 25 de maio, em todos os estados brasileiros. Segundo dados do Ministério, ano passado cerca de 84% da população foi vacinada. O Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, afirma que o objetivo da vacina é proteger pessoas mais vulneráveis, como idosos, crianças de seis meses a dois anos, trabalhadores da saúde e gestantes. De acordo com o Ministério, a intenção é vacinar 30 milhões de pessoas esse ano. Segundo o representante de Organização Mundial de Saúde (OMS) Joaquim Molina, "o Brasil faz a maior campanha de vacinação de todas as Américas, é admirável."
Por mais que não seja considerada uma doença grave, pode levar à morte, sobretudo quando aparece associada a outras complicações mais graves, como traqueobronquite ou pneumonia. A solução prática e simples para combater esse male é a vacina. No entanto, apesar de eficiente, essa solução ainda gera muitas dúvidas e preconceitos entre a população, principalmente sobre sua eficácia e riscos. Quem não deve tomar a vacina e quais complicações ela pode trazer são alguns exemplos dessas questões. No teste a seguir, você pode checar seus conhecimentos e tirar a limpo os equívocos, com explicações do infectologista Marcos Antonio Cirillo, do Hospital Santa Catarina, de São Paulo.

A vacina da gripe imuniza o organismo contra? Gripe apenas.

Apesar dos sintomas serem parecidos, gripe e resfriado são coisas diferentes. "Enquanto a gripe é causada pelo vírus Influenza, o resfriado é provocado por rinovírus, que não é combatido por meio dessa vacina", explica Cirillo. É importante distinguir, também, que os sintomas do resfriado costumam ser mais leves, como dor de garganta e escorrimento nasal. Gripe costuma provocar febre mais alta e dores no corpo, entre outras complicações.

A vacina contra gripe funciona?

Sim, na maioria dos casos. As chances de funcionar são muito elevadas. Se a vacina for tomada na época adequada, tem 89% dos casos com resultados positivos.

O período ideal de vacinação é: No outono.

A vacina precisa de um tempo para estimular o sistema imunológico e conseguir proteger o organismo contra o vírus da gripe. Como o inverno é a época em que a disseminação da doença é maior, pelo fato das pessoas ficarem mais aglomeradas em ambientes fechados, é preciso tomar a vacina na estação anterior. Por isso, as campanhas de vacinação costumam acontecer nos meses de maio e abril.

A vacina contra a gripe é segura? Sim, salvo raras exceções.

Ela é muita segura. Além de pouco prováveis, os efeitos colaterais não são graves. Cirillo lembra apenas de uma exceção: pessoas alérgicas. "Toda vacina tem proteína e conservantes. Se a pessoa for alérgica a um desses elementos da composição, pode apresentar alguma complicação", diz o especialista

A vacina começa a fazer efeito quando?  De 10 a 15 dias depois da vacinação.

A proteção contra a gripe só ocorre depois de alguns dias, pois é o tempo do organismo começar a produzir anticorpos suficientes para combater o vírus Influenza. A máxima proteção, entretanto, só estará completa depois de aproximadamente 45 dias

Por quanto tempo dura a imunização após a vacina?  Um ano

O vírus da gripe sofre muitas mutações, em períodos de tempo indeterminados. "Se a mudança dele for pequena, a vacina te protege. No entanto, dependendo da transformação, os anticorpos criados no seu organismo podem não reconhecer mais o vírus", explica Cirillo. O ideal é ser vacinado todo ano, para prevenir-se dessas possíveis alterações do vírus.

A vacina contra gripe pode causar gripe?  Não.

"A vacina contém apenas vírus morto fracionado, que não tem como se multiplicar na célula e provocar a gripe", conta Cirillo. Por isso, é impossível as pessoas ficarem gripadas por causa da vacina.

 

Posso ficar doente mesmo depois de tomar a vacina? Sim.

A vacina não provoca gripe, isso é verdade. No entanto, pessoas que foram vacinadas podem pegar gripe durante o tempo em que o organismo demora para produzir os anticorpos contra a doença, ou seja, no prazo de 10 a 15 dias após a vacinação. É possível, também, a pessoa pegar resfriado ou outras doenças, mas Cirillo lembra que não será por conta da vacina, já que ela não baixa a resistência

Tem idade certa para tomar a vacina?  Crianças acima de seis meses e todas as demais idades.

Todas as pessoas a partir dos seis meses de vida já devem ser vacinadas contra a gripe. O Ministério da Saúde também determina um grupo de risco, que têm preferência na vacinação por ter mais chance de contrair gripe e desenvolver complicações mais graves. Fazem parte desse grupo: idosos a partir dos 60 anos, grávidas a partir dos três meses, pessoas com problemas de coração e pulmão, diabéticos, pessoas com AIDS, profissionais que trabalham na área da saúde, entre outros.

Indivíduos que estão sendo medicados com corticoide podem ser vacinados? Sim.

O uso de corticoides não impede a vacinação. Cirillo lembra que a restrição a esse uso de corticoides é mais uma questão de imunidade. "O uso prolongado de corticoides pode comprometer o sistema imunológico, por isso que pessoas devem sempre usá-los respeitando as recomendações médicas", alerta o infectologista.

A eficácia da vacina é menor em qual grupo de pessoas? Idosos.

De acordo com Cirillo, idosos não produzem tanto anticorpos quanto pessoas mais novas e, por isso, o sistema imune pode dar menos resposta à vacina. "Isso vale também pra qualquer outra vacina ou infecção", conta o profissional.

A vacina é composta por quantos vírus? Por três vírus diferentes.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que a vacina contra gripe possui três tipos de vírus Influenza (2 vírus influenza tipo A e 1 tipo B). Essa fórmula é atualizada todo ano por meio de dados fornecidos por uma rede mundial de Centros de Vigilância da Gripe.

A vacina contra gripe também imuniza contra gripe suína?  Sim.

A vacina da campanha contra gripe deste ano já contém o vírus que combate a gripe suína, provocada pelo vírus Influenza A (H1N1). Por isso, basta uma vacina para se proteger de vários vírus da gripe.

Fonte: Yahoo Beleza & Saúde

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Suely Poubel
    jun 14, 2012 @ 21:09:07

    É amiga, me sinto um pouco culpada por não ter tido tempo de levar a minha mãe esse ano p/tomar a vacina da gripe, ela ficou resfriada, que se transformou em gripe e em pneumonia, ficou internada no CTI por 3 dias e depois + 7 dias no quarto, no total de 10 dias, de 01/06 até 11/06, saiu fazem 3 dias, mas agora está ótima, graças a DEUS! Ela mora comigo, estão advinha quem ficou dormindo e até mesmo “praticamente” morando no hospital c/ela? Estou até hoje “descadeirada”, kkkk, levei o notebook, mas a internet do hospital era lastimável, agora é que estou tendo tempo para visitar os amigos blogueiros, e matar as saudades. bjnhos.

    Responder

    • vieiraregina
      jun 26, 2012 @ 08:42:41

      Amiga, muitas pessoas da terceira idade relutam em tomar a vacina. Estou publicando seu comentário para as pessoas verem que realmente é muito importante! Aliás, a vacina deveria ser gratuita para toda a população. Eu estava com receio de tomar a vacina H1N1 por ouvir tantas coisas. Como nesse ano começaram a aparecer casos na minha região, tomei e não deu nenhuma reação! Puro falatório!
      Abraço minha querida!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: