Vestido com Calça para o Inverno

 

Usar vestido com calça não é nenhuma novidade, já faz um tempinho não muito longe, que muitas pessoas usavam, agora voltou com tudo, isso por causa do desfile da Chanel, se entrar na Chanel já é uma certeza que vai ganhar o gosto, entrar na Chanel e Miu Miu (fotos acima) aí meu bem pode se jogar pq o negócio é legal e boa parte dos modernos que gostam de moda vão aprovar.

Para não ficar uniforme, seja criativo e use de um jeito diferente, com calças mais curtas, volumosas, com cores extravagantes, calças com a boca mais larga… O vestido pode ser qualquer que você tiver disponível, vai provando e separando os que ficam mais agradáveis aos olhos.

Então fica essa dica para quem gosta de saber o que é o TOP do momento e boa sorte na composição do look!

(Fonte VovóSanta)

Anúncios

O Que Fazer Quando seu Cabelo acorda de Mau Humor?

Cabeleireiro ensina a “arrumar” fios amassados

Finalizador e xampu a seco são soluções para os dias em que os fios amanhecem revoltados

Liso demais, amassado, armado ou oleoso: como é o seu "bad hair day"? Mesmo que você exiba madeixas lindas e brilhantes 29 dias por mês, haverá um dia em que os fios amanhecerão de mal de você. Pode acreditar, não tem escapatória. O cabeleireiro Rodrigo Salles, do Galeria Cabeleireiros, em São Paulo, conta que o que dá para fazer é uma técnica turbinada para evitar a rebeldia capilar. "A dica para cabelos lisos é escovar bem os fios com uma escova plana de cerdas naturais antes de dormir, desembaraçando das pontas até a raiz e, assim que desembaraçados, escove os cabelos da raiz às pontas para trazer a oleosidade natural do couro cabeludo para o comprimento dos cabelos". Mas, se este método não funcionar e se o seus cabelos forem cacheados, ponha em prática os truques que estão logo abaixo para os sete problemas dos cabelos que te pegam de surpresa logo de manhã.

 

Cabelo opaco - foto: Getty Images

Problema: cabelo opaco e sem brilho

Você acorda com sono, mas seu cabelo parece muito mais adormecido que você? Bem-vindo ao time do cabelo com cara de fronha. Ele fica opaco, sem brilho e vai afundar seu visual ao longo do dia todo.
A boa notícia é que o problema é bem fácil de resolver. "Os finalizadores a base de silicone e óleo de argan são perfeitos, desde que utilizados com cuidado", explica Rodrigo Salles. Então nada de encher os fios de finalizador, isso vai fazer seu "bad hair day" pular de opaco para oleoso.

Cabelo oleoso - foto: Getty Images

Problema: cabelo oleoso

Às vezes, falta tempo para lavar os cabelos? Tudo bem, a gente sabe que com a correria do dia a dia pode ficar difícil mesmo, mas lembre-se sempre que é muito importante lavar o cabelo quando ele estiver sujo. Para facilitar sua vida nós contamos quais são os truques que funcionam para disfarçar a oleosidade dos fios:
Xampu a seco: ele promete limpeza dos fios e do couro cabeludo sem precisa lavar com água. A limpeza não é igual, claro, a uma boa lavagem no chuveiro, mas quebra o galho para aqueles dias de pressa. "Ele tira a aparência de sujeira e oleosidade em excesso", diz o hair stylist André de Leone, do Studio Prime Hair e Beauty.
Talco: ele tem o poder de disfarçar o efeito oleoso nos cabelos, mas, de acordo com André de Leone, a diferença não é muito grande e existem riscos do couro cabeludo apresentar alguma rejeição ao produto, havendo coceira, por exemplo.
Lavar só a franja: "essa é uma medida de urgência e não deve nem de longe fazer parte da rotina", alerta Rodrigo Salles. Então, já sabe, apele para a alternativa só em casos de desastre capilar matinal.

Cabelo armado  - foto: Getty Images

Problema: cabelo armado

Quer fugir do coque naqueles dias em que seu cabelo acorda – vuf! – bem armado? Rodrigo Salles apresenta a solução para livrar os fios do penteado: "Vale sim dar uma borrifada de água, e, em seguida, aplicar um leave-in para domar os fios". Mais simples impossível, só tome cuidado para não encharcar os cabelos, nesse caso vale mais a pena entrar de vez no chuveiro.

Cabelo liso - foto: Getty Images

Problema: cabelo liso demais

Cabelo liso é fácil de arrumar e qualquer penteado é um sucesso, certo? Nem sempre. As adeptas da escova progressiva sabem bem que a chance de dormir com um cabelo liso glamoroso e acordar com o liso chapado e escorrido é muito grande. Mas a solução para o problema é muito mais simples do que você imagina: "as pomadas capilares em pó dão o efeito perfeito de volume em algumas mechas específicas, amenizando o visual plano". Vale também escolher mechas aleatórias e desfiá-las com um pente, das pontas às raízes. Essa atitude aumenta o volume da madeixa, a quantidade de mechas a serem desfiadas fica a seu critério.

Cabelo amassado - foto: Getty Images

Problema: cabelo amassado

É bem simples: dormir de barriga para cima significa cabelo achatado atrás e deitar-se de lado implica num visual acidentalmente assimétrico. Identificou-se? Pois saiba que arrumar o desastre não exige qualquer habilidade de cabeleireiro. "Se você está sem tempo para lavar o cabelo todo e quer garantir o visual uniforme, vale borrifar água no cabelo como um todo e remodelá-lo com as mãos ou até mesmo com a ajuda de secador, chapinha e babyliss", recomenda Rodrigo Salles.

Cabelo com frizz - foto: Getty Images

Problema: cabelo com frizz

A melhor maneira de combater o frizz é fazendo hidratações periódicas nos cabelos. Disso provavelmente você já sabe. Deve saber também que os tratamentos são sempre as melhores opções. Mas na correria do dia a dia, vale apostar em pequenos truques. No caso do frizz, passar o pente várias vezes nos fios é um erro grave, pois aumenta a eletricidade deles e agrava o problema estético. Nem pense em meter a tesoura nos fiozinhos arrepiados, o resultado pode ser ainda pior. "O melhor a fazer é usar um bom finalizador específico para o frizz", recomenda Rodrigo Salles. Os fios podem até não abaixar todos de uma vez, mas com o passar do dia eles se acalmarão.

Cabelo embaraçado  - foto: Getty Images

Problema: cabelo embaraçado

O cabelo embaraçado é mais comum em quem tem cabelos lisos, que são muito finos, e nos cabelos cacheados, que são os maiores prejudicados . Isso acontece porque você se movimenta a noite toda durante o sono, e o seu cabelo vai junto. O resultado é um cabelo embaraçado de verdade. Evite usar o pente para desfazer os nós, pois no caso de cabelos enrolados, os cachos vão perder a forma e o cabelo pode ficar mais volumoso. A dica do Rodrigo Salles é lançar mão de um finalizador mais cremoso que oleoso e usar uma escova de cerdas naturais, ao invés de pentes, para desembaraçar. Assim os cachos continuam bonitos, mas sem nenhum nó.

Fonte: Minha Vida

Moda Plus Size

Concurso elege a Plus Size Mais Chique

A gordinha também pode ser chique. A elegância não é exclusividade das magras. A maioria das brasileiras tem um corpo com curvas maiores. A moda está se tornando cada vez mais democrática para incluir esse perfil de consumidora.

Aline Frade (Foto: Divulgação)

Alexandra Martins (Foto: Divulgação)

Leticia Di Buono (Foto: Divulgação)

Michele Huffmann (Foto: Divulgação)

Priscila Vita (Foto: Divulgação)

Renata Iage (Foto: Divulgação)

Solange Costa (Foto: Divulgação)

Sonia Mara (Foto: Divulgação)

Thais Ramos (Foto: Divulgação)

Vanessa Pichinin (Foto: Divulgação)

Fonte Yahoo Mulher

Aumento de Peso Pode Indicar Hipotireoidismo

Insônia, cansaço extremo e inchaço podem indicar problemas na tireoide

Hipertireoidismo e hipotireoidismo são as doenças mais comuns deste órgão

POR CAROLINA GONÇALVES

Apesar de ser pequena, a glândula da tireoide é um órgão essencial para o bom funcionamento do nosso organismo. Nela são produzidos os hormônios T3 e T4, responsáveis por manter nossas células dentro dos eixos e acompanhar todas as funções do corpo. E é por isso que os problemas da tireoide – como o hipertireoidismo e o hipotireoidismo – causam sintomas em diferentes órgãos. Segundo dados do Instituto da Tireoide, 15% da população acima de 45 anos sofre de problemas na tireoide. Mais comum no sexo feminino, os problemas da tireoide afetam cerca de 10% das mulheres acima de 40 anos e em torno de 20% das que têm mais de 60 anos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Além disso, a sociedade estima que 60% da população brasileira terá nódulos na tireoide em algum momento da vida, sendo que apenas 5% deles são cancerosos. Por seus diferentes sintomas, é comum que pessoas com problemas na tireoide suspeitem de outras doenças, demorando a pesquisar o problema corretamente. No Dia Internacional da Tireoide (25 de Maio), confira as explicações dos especialistas e entenda os sinais que o corpo manda, dizendo que sua tireoide não está bem:

mulher deitada na cama - Foto: Getty Images

Falta ou excesso de energia

Os hormônios da tireoide são responsáveis pelo nosso metabolismo basal – eles estimulam nossas células a trabalharem e garantem que tudo funcione corretamente em nosso corpo. Quando produzimos esses hormônios em excesso (hipertireoidismo), o metabolismo passará a funcionar de forma acelerada. É como se fossemos uma máquina a vapor que está recebendo mais carvão que o normal, passando a trabalhar rapidamente. "Isso deixará o paciente muito agitado e com episódios frequentes de insônia, já que seu metabolismo estará constantemente acelerado, causando essa disposição constante", diz o endocrinologista Mauro Scharf, do Laboratório Exame, em Brasília. "Quando a tireoide não está produzindo quantidade suficiente de hormônios (hipotireoidismo), o metabolismo fica mais lento, e como resultado temos o cansaço excessivo, com o paciente dormindo mais do que o normal."

homem com calor - Foto: Getty Images

Percepção de calor e frio alterada

Quando sentimos frio, nosso cérebro estimula a liberação dos hormônios da tireoide, justamente para que o metabolismo se acelere e o corpo, por consequência, fique mais quente. E esse processo também pode acontecer no sentido inverso: "no hipotireoidismo é comum que a pessoa tenha mais frio que o normal e no hipertireoidismo sofra mais com o calor, justamente porque seus metabolismos estão lento ou acelerado demais, ficando constantemente com a temperatura corporal mais baixa ou alta", afirma a endocrinologista Gisah Amaral de Carvalho, vice-presidente do departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia regional do Paraná.

homem no banheiro - Foto: Getty Images

Problemas intestinais

O funcionamento correto do metabolismo também interfere na eficiência de nosso trânsito intestinal – e os hormônios da tireoide não poderiam ficar de fora. "Uma pessoa com hipotireoidismo fica com o intestino mais lento, e portanto é comum a prisão de ventre", afirma o endocrinologista Mauro. "No caso do hipertireoidismo, há um aumento do trânsito intestinal devido ao rápido funcionamento do metabolismo, levando a um maior número de evacuações e até mesmo diarreia", completa Gisah Amaral de Carvalho.

balança - Foto: Getty Images

Alterações no peso

O hipotireoidismo pode causar uma alteração nas concentrações de sódio e água do organismo – também chamado de desequilíbrio eletrolítico – levando à retenção de líquidos. "Isso acarreta no aumento de até 10% do peso corporal total", afirma a endocrinologista Gisah. "Já no hipertireoidismo ocorre perda de peso, porque um metabolismo acelerado aumenta o gasto calórico", completa. Segundo a especialista, as duas condições se normalizam quando é feito o tratamento adequado. 

mulher se olhando no espelho - Foto: Getty Images

Inchaços pelo corpo

"Assim como a retenção de líquidos do hipotireoidismo causa aumento de peso, ela também pode dar sinais na forma de inchaço, principalmente nas áreas do rosto e nas extremidades do corpo, como mãos e pés", explica Mauro Sharf. 

homem suando - Foto: Getty Images

Pele seca e sudorese excessiva

Com o aumento do metabolismo e da temperatura corporal causado pelo hipertireoidismo, o organismo tende a suar mais que o normal, como se a pessoa estivesse sempre muito ativa, ainda que parada. "Enquanto no hipotireoidismo, as baixas taxas metabólicas interferem na boa lubrificação da pele, deixando-a com um aspecto mais seco", diz o endocrinologista Mauro. 

homem com um coração desenhado na camiseta - Foto: Getty Images

Taquicardia e tremores

Quando sofremos um susto ou estresse acentuado, nosso corpo entra em estado de alerta, aumentando os batimentos cardíacos e gerando uma descarga de adrenalina, que causa tremores em nosso corpo. E os hormônios da tireoide são os responsáveis por causar essas reações. "No hipertireoidismo ocorre um estímulo excessivo, que aumenta os batimentos cardíacos e a resposta à adrenalina constantemente, ocasionando os tremores e a retração palpebral (olhar assustado)", afirma a endocrinologista Gisah. 

mulher segurando um termômetro - Foto: Getty Images

Febre e dificuldade para engolir

Pode ser que você sofra uma inflamação no órgão (tireoidite), gerando sintomas como dificuldades para engolir (por conta do inchaço) e febre moderada. "É um quadro incômodo, porém sem gravidade na maioria dos casos", diz a endocrinologista Roberta Frota, do Hospital 9 de Julho, em São Paulo. "No entanto, se a febre estiver acompanhada de outros sintomas comuns do hipertireoidismo, o paciente pode estar com uma manifestação mais severa da doença, devendo procurar ajuda de um especialista."

exame de tireoide - Foto: Getty Images

Tumores na tireoide

O câncer de tireoide ou tumores benignos na tireoide no geral não apresentam sintomas, sendo identificados apenas com exame médico. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia recomenda que as pessoas tenham o hábito de realizar o autoexame em casa, principalmente quem tem casos de alterações ou problemas na tireoide na família. Vale lembrar que o procedimento é um método de alerta para levantar uma suspeita no paciente, mas de maneira alguma serve como diagnóstico ou substitui uma consulta médica. Confira o passo a passo do autoexame a seguir.
1. Segure o espelho e procure no seu pescoço a região logo abaixo do Pomo de Adão – é nesse local que se encontra a tireoide.
2. Estenda a cabeça para trás para que esta região fique mais exposta, mantendo-a no foco do espelho.
3. Beba um gole de água e engula. Nesse ato, a tireoide sobe e desce.
4. Observe se há algum nódulo ou protuberância na sua tireoide, lembrando sempre de não confundi-la com seu Pomo de Adão. Repita este teste várias vezes até ter certeza.
5. Caso encontre alguma alteração, procure seu endocrinologista.

(Fonte: MinhaVida)