Creme anticelulite: Verdade ou mito?

 

As celulites são um mal inevitável e totalmente indesejável. Você malha, malha, malha e ela continua lá, furando todas as suas chances de ter um bumbum lisinho e duro. Quando bate o desespero, a primeira atitude é comprar um creme anticelulite na farmácia mais próxima. Mas não se iluda, ele ajuda a combatê-la, mas só com orientação médica você vai pode adquirir um produto que realmente faça efeito para você. Além disso, dependendo do caso, é necessário fazer tratamentos conjuntos, pois só o creme não irá resolver.

O aparecimento da celulite é decorrente de uma manifestação cutânea na derme, uma camada localizada entre a hipoderme e a epiderme, que se caracteriza pela deformação do relevo da pele. É esta deformação que deixa o bumbum, a perna, a barriga e todos os outros lugares com o aspecto de casca de laranja. Segundo Angel Lizárraga, diretor executivo da ABC (Associação Brasileira de Cosmetologia), a celulite acomete principalmente as mulheres e é decorrente de vários fatores, como o acúmulo de gordura e o aumento da permeabilidade dos vasos. Em estados mais avançados, ocorre até o endurecimento das fibras de colágeno, que deixam o tecido fibrosado.

Além disso, é preciso entender que a celulite é causada por diversos fatores, por isso precisa ser tradada em diversas frentes, ou seja, não adianta você pensar que um creme vai resolver todos os seus problemas. “Os cremes ajudam principalmente no processo de hidratação e vaso dilatação, por isso, são capazes de melhorar o aspecto da pele”, explica dr. Murilo Drummond, dermatologista e professor Titular do Instituto de Pós-graduação Médica Carlos Chagas.
“Eles são coadjuvantes neste processo, pois veiculam ativos de ação lipolítica (promotores da quebra da gordura) e ativos que melhoram a circulação periférica, aumentando a drenagem linfática”, completa Angel.

Segundo os especialistas, é preciso perseverança para ver os resultados, pois apenas o uso prolongado irá garantir uma melhora duradora e visível. “Com dez dias de uso é possível ver uma pequena diferença, mas para um resultado satisfatório é preciso transformar a utilização do creme em um hábito”, afirma Murilo.
Além disso, ele deixa claro também que antes de sair comprando novos produtos, é indicado fazer uma consulta com um dermatologista, que vai poder indicar os melhores tratamentos e cremes para cada caso. “Isso porque, para quem tem celulites de grau mais avançado, o uso de creme não vai adiantar nada e a pessoa vai gastar dinheiro à toa”, diz ele.

Depois de todos esses poréns, existe mais um aspecto que se não for levado em conta também vai resultar em dinheiro jogado no lixo: o uso do creme. Para dar resultado, ele deve ser utilizado duas vezes ao dia, todos os dias. “O correto é utilizar o creme quando você tiver uns minutinhos para também fazer uma massagem circular na região, que irá aumentar a penetração do produto”, conta Murilo. Caso você esteja fazendo um outro tipo de tratamento para combater a celulite, Angel indica também que o creme seja reaplicado após o tratamento estético.

Componentes

Outra dica importante é ficar atenta aos componentes presentes no produto. São eles que irão garantir um melhor resultado. Angel listou alguns dos mais tradicionais e eficazes e explicou a razão pelas quais eles auxiliam no tratamento da celulite
Cafeína, teofilina, acefilina e teobromina
O que são: Ativos lipolíticos ou redutores
Como agem: Promovendo a quebra da gordura (lipídeos) e favorecendo sua eliminação
– Fosfatidilcolina
O que é: Ativos mobilizadores
Como age: Eliminando a gordura pelas vias de excreção natural
– Escina, rutina, quercetina, extratos vegetais de Castanha da índia, de Ruscus e de Hera
O que são: Ativos tonificantes vasculares
Como agem: Melhorando a circulação sanguínea e linfática, aumentando assim a drenagem das toxinas
– Extrato de centella asiática, arnica e cavalinha
O que são: Ativos anti- inflamatórios
Como agem: Reorganizando o tecido subcutâneo
– Extrato de chá verde, gengibre e laranja amarga
O que são: Ativos termogênicos
Como agem: Ativando os mecanismos de queima de gordura e promovendo a redução da gordura
– Silício orgânico
O que é: Ativo Firmador
Como age: Reorganizando as dermes

Fonte: Yahoo

Anúncios

Celulite com os Dias Contados!

É possível acabar com a celulite antes do verão chegar?

A aparência enrugada da pele, resultado da celulite, desagrada muitas mulheres e afeta em cheio a auto-estima feminina. “Muitas dizem que o incômodo estético atrapalha suas vidas: umas não tiram mais a canga, os shorts ou a bermuda na praia e/ou piscina; outras sentem medo que seus parceiros notem a celulite; algumas relatam que a celulite afeta sua vida sexual e há ainda as que se dizem frustradas com uma série de tratamentos para celulite que não fizeram efeito”, conta a dermatologista Cristine Carvalho, diretora do CDE – Centro de Dermatologia e Estética.

Esta preocupação estética movimenta um mercado grande. Basta fazer uma pesquisa na internet para encontrar uma série de páginas que listam os mais diversos tratamentos “para exterminar a celulite”: laser, bermudas, drenagem linfática, endermologia, raios infravermelho, mesoterapia, cremes, dietas, radiofreqüência, carboxiterapia, ultrassom focal, injeções antigordura, preenchimentos…
Segundo Cristine Carvalho, nenhum tratamento emergiu, ainda, como o “padrão-ouro” para a celulite. “A maioria dos estudos mostra uma melhora de 25 a 50% da celulite após vários tratamentos combinado. Algumas pacientes têm melhoras ainda menores e os efeitos podem desaparecer ao longo do tempo. É por isto que as pacientes sempre necessitam de tratamentos adicionais para a celulite”, explica a dermatologista.
“Um remédio duradouro” para a celulite teria que prever a interação entre o tecido da pele, a gordura e o músculo conjuntivo subjacente. “Em outras palavras, a cura da celulite requer nada menos do que mudar a estrutura da pele”, afirma Cristine, que também é chefe do Departamento de Fototerapia do Curso de Pós-Graduação em Dermatologia da Fundação Pele Saudável, Instituto BWS.

A busca do melhor tratamento

Com a proximidade do verão, muitas mulheres começam a pensar que a celulite é uma batalha a ser vencida. “É preciso deixar claro que a celulite é fruto de causas multifatoriais: alterações hormonais, má alimentação, sedentarismo, tabagismo, flacidez, gordura localizada, retenção líquida, má circulação, herança genética. E é justamente por isso que o tratamento da celulite demanda uma abordagem multidisciplinar. O problema deve ser atacado em diversas frentes: é preciso dieta, exercício, cremes, massagens, laser, ultrassom”, diz Cristine.
O tratamento depende do grau da celulite, da idade da paciente, do tipo de manifestação que se apresenta com mais intensidade naquela celulite, se há mais acúmulo de gordura localizada ou mais flacidez muscular e cutânea, etc. Cada caso deve ser analisado individualmente. Cada paciente terá o tratamento específico para o seu tipo de celulite e de textura da pele. “Também não é possível falarmos em melhores tratamentos, todos são igualmente bons, o que importa é a indicação correta. Em geral, para celulite não utilizamos só um tratamento, a não ser em casos muito iniciais. A grande maioria dos casos necessita de associação de tratamentos”, afirma a dermatologista.

Uso de cremes anticelulite

1. Chronos Serum Corporal Bio-redutor Natura. SAC: 0800-115566
2. Colagen Muriel Cosméticos. SAC: 0800-113846
3. BodyActive Sistema Redutor de Celulite O Boticário. SAC: 0800-413011
4. Bye-Bye celulite Serum Nivea. SAC: 0800-7764832
5. Perfect Slim Pro L’Oréal. SAC: 0800-7016992
6. Retinol Anticellulite Roc. SAC: 0800-7036363
7. Lipo-Metric Vichy. SAC: 0800-7011552
8. Body Cellu-Sculpt Redutor de Celulite e Medida Avon. SAC: 0800-708866

O tratamento tópico vai fazer diferença principalmente na qualidade e na textura da pele. “Os cremes anticelulite e redutores oferecem uma pequena ajuda no tratamento da celulite. Mas isto depende do creme, dos seus princípios ativos e também do grau de celulite. Casos mais iniciais podem se beneficiar mais com o uso de cremes. Cremes anticelulite devem ser avaliados de preferência por um dermatologista para se saber se eles têm liporedutores e substâncias que realmente vão agir em algum ponto da celulite (cafeína, retinol, carnitina, elastinol+R, xantoxilina)”, recomenda Cristine Carvalho.
Mesmo com as novas tecnologias presentes nesses tipos de formulação, que garantem uma absorção melhor e mais rápida, uma maior estabilidade aos princípios ativos e uma ótima cosmética, não dá para dizer que um cosmético vai resolver toda a complexidade da celulite. “Normalmente, os cosméticos funcionam para o tratamento de graus iniciais, aqueles com aspecto de casca de laranja bem leve e quase inaparentes, e agem como um coadjuvante em relação aos demais procedimentos estéticos indicados para casos mais graves”, informa a diretora do CDE – Centro de Dermatologia e Estética.
Veja a função de cada ingrediente:
– Algas marinhas: Ação anti-inflamatória.
– Arnica: Ativa a circulação.
– Cafeína: Eficiente na quebra das células de gordura.
– Carbocisteína: Aumenta a elasticidade da pele.
– Carnitina: Suaviza a superfície da pele.
– Castanha-da-índia: Auxilia na drenagem linfática, diminuindo o inchaço.
– Centella asiática: Ativa a circulação.
– Chá-verde: Estimula a quebra das células de gordura.
– DMAE: Combate a flacidez.
– Erva-mate: Quebra as células de gordura e ativa a circulação.
– Escina: Reduz o inchaço.
– Ginkgo biloba: Ativa a circulação sanguínea.
– Ginseng: Estimula a circulação.
– Retinol: Melhora a elasticidade da pele.

Massagens que colaboram com o tratamento

Endermologia: uma mistura de massagem e sucção a vácuo feita com um aparelho que desliza sobre a pele em movimentos de sucção e rolamento. Melhora a circulação e a oxigenação local e ajuda a reduzir nódulos endurecidos. Sua grande vantagem é permitir que a intensidade da força seja regulada para cada grau de celulite, sem provocar flacidez cutânea;

Drenagem linfática: em qualquer tratamento de combate à celulite, a drenagem linfática é sempre um coadjuvante indispensável. “A massagem é feita com movimentos contínuos, suaves e ritmados, com o objetivo de estimular o sistema linfático, responsável pela eliminação de todas as toxinas do organismo. O efeito secundário da drenagem linfática é a estimulação dos rins, que passam a funcionar em velocidade mais acelerada, eliminando mais urina. Por essa razão, é comum o corpo desinchar logo após a primeira semana de tratamento”, explica Cristine Carvalho. Existem aparelhos que conseguem efeitos semelhantes aos da massagem manual, mas é preciso ter domínio da aplicação, para não romper vasos;

Pressorterapia: esta massagem é um tipo de drenagem linfática mecânica, feita com equipamento computadorizado, que parece uma calça de náilon inflável. Quando acionado, faz um trabalho de compressão e descompressão, para ajudar na desintoxicação do sistema linfático. É um tratamento complementar para eliminar toxinas e deve ser evitado por quem tem problemas vasculares.
Aparelhos que combatem a celulite
“A radiofrequência, o ultrassom e a luz infravermelha promovem um bom resultado para tratar questões ligadas à celulite, até mesmo nos casos mais avançados, onde há a presença de edemas, gordura localizada e flacidez. Para potencializar ainda mais os resultados dos tratamentos, o paciente pode agregar o uso de cremes anticelulite, após as sessões”, diz a dermatologista.
Há tratamentos para reduzir e enrijecer áreas críticas do corpo, como quadris, coxas e barriga, com técnicas que utilizam raios tipo laser, injeções, pressão mecânica e ondas de calor. “Um novo tipo de ultrassom é a mais nova aposta contra a celulite. Funcionando como uma ultrassonografia, o aparelho emite vibrações que atingem a camada mais profunda da pele, em movimentos tipo cavitação, provocando a vasodilatação e a drenagem linfática. Ao dilatar os vasos, melhora a circulação sanguínea e linfática ao mesmo tempo em que oxigena os tecidos. Isso diminui a inflamação das células gordurosas – uma
das maiores causas do problema – e, assim, reduz-se a celulite”, explica diretora do CDE.

Fonte Tina Szabados, do Mais Bonita | Yahoo Mulher

Leia também “Conheça os Alimentos que Ajudam na Prevenção e no Combate à Celulite”, nesse Blog.

Celulite? Conheça os alimentos que ajudam na prevenção e no combate à ela

Terapeuta corporal ensina quais são os alimentos ideais para quem quer evitar o problema. Confira receitas de uma salada e de sucos poderosos.

Cenoura, tomate e água de coco são poderosos contra a celulite

A celulite é um processo inflamatório, causado por alterações hormonais, má alimentação e falta de atividade física. A nutricionista Flávia Semenow indica os alimentos que podem estimular o problema e outros que ajudam a combatê-lo.

– Evite os alimentos que pioram o processo inflamatório. “São os ricos em açúcar, farinhas refinadas, gordura animal, frituras e com muito sal”.

– Tomate, beterraba e cenoura ajudam no combate à celulite. São alimentos diuréticos que diminuem a retenção de líquidos. Outros alimentos entram nessa lista: “A água de coco, por exemplo, é muito rica em potássio e muito diurética. Abacaxi, melancia e cebola também estão neste grupo”.

– Não deixe faltar no prato alimentos que melhoram a circulação e ajudam a eliminar as toxinas, como as folhas, principalmente as verdes escuras como a couve. “O brócolis e a soja também estão neste grupo. Temos também o rabanete, que além de melhorar a circulação e eliminar toxinas, participa na renovação celular”.

– Invista em chá verde, gengibre e pimenta vermelha, que são termogênicos, aceleram o metabolismo e queimam gordura. “Quanto mais gordura a gente perde, mais celulite a gente perde”.

– Reforce a dieta com alimentos integrais, ricos em fibras, e leguminosas, como feijão lentilha e grão de bico. “Eles ajudam a eliminar mais toxinas. Quanto menos toxina, menos celulite”.

– A aveia é considerada por muitos nutricionistas a campeã no combate aos furinhos. “A aveia contém silício, um elemento estrutural do colágeno, que atua na reorganização das fibras na pele. Por isso, ele melhora aquele aspecto de casca de laranja”.

– Alimentos que contêm substâncias anti-inflamatórias devem fazer parte do cardápio diário. Azeite, frutas oleagianosas, como castanhas e nozes, e as sementes de linhaça de girassol e gergelim são bons exemplos. “Eles contêm zinco, selênio, ômega 3 e 6, que são anti-inflamatórios e vão atuar diretamente no processo da celulite”.

– Coma alimentos que tenham substâncias antioxidantes, como as frutas vermelhas: “Elas combatem os radicais livres, que pioram o processo inflamatório”.

A nutricionista Andrezza Eufrásio ensina receitas poderosas para o combate à celulite:

Suco anticelulite

Ingredientes:
– 1 colher se sobremesa de salsinha picada
– 3 folhas de couve manteiga crua
– 1 fatia média de abacaxi
– 350 ml de água de coco
– 3 folhas de hortelã
– Suco de ½ limão

Modo de Preparo:
Bata tudo no liquidificador e sirva imediatamente, sem coar para não perder as fibras.

Vitamina Anticelulite

Ingredientes:
– 250 mL de leite de soja ou desnatado
– 5 morangos
– 2 colheres de sopa de aveia em flocos

Modo de Preparo:
Bata tudo no liquidificador e sirva imediatamente.

Suchá

Ingredientes:
– 250 ml de chá verde
– 1 pedaço de gengibre
– gotas de limão

Modo de Preparo:
Durante o preparo do chá verde, no momento da infusão, coloque também o gengibre descascado e picado. Coe e adicione gotas de limão. Sirva quente ou frio.

Salada Pele Lizinha

Ingredientes:
– ½ xícara de brócolis cozido
– ½ xícara de couve flor cozida
– ½ xícara de rúcula (ou outra folha verde escura)
– ¼ de tomate
– 1 fatia de abacaxi picadinho
– 100g de atum
– 2 castanhas-do-pará picadas
– Suco de ½ limão
– Azeite extra virgem

Modo de Preparo:
Misture todos os ingredientes e tempere a salada com o suco do limão e um fio de azeite.

Fonte: Jornal Hoje (Cristiane Leite Belo Horizonte)